Make your own free website on Tripod.com

Pequeno "Dicionário" de Educação

(e, por enquanto, bem pequeno mesmo!)

ANIMISMO - Consiste na crença de que todas as coisas, animadas ou inanimadas, estão dotadas de almas pessoais que nelas residem; é a crença em seres espirituais, isto é, almas, espíritos e espectros.

ASSIMILAÇÃO - Processo social em virtude do qual indivíduos e grupos diferentes aceitam e adquirem padrões comportamentais, tradição, sentimentos e atitudes de outra parte. É um ajustamento interno e indício da integração sócio-cultural, ocorrendo principalmente nas populações que reúnem grupos diferentes. Em vez de apenas diminuir, pode terminar com o conflito

BEHAVIOURISMO - Método de observação psicológica que tem por objeto os estudos das relações entre os estímulos e as respostas do sujeito e seu comportamento; autor: John Watson, EUA.

COGNOSCENTE - Relativo ao processo de construção do conhecimento.

CONSTRUTIVISMO -  é a teoria que afirma que o desenvolvimento intelectual é determinado pela relação do sujeito com o meio. A teoria se baseia em que o ser humano não nasce inteligente mas também não é totalmente dependente da força do meio. Pelo contrário, interage com o meio ambiente respondendo aos estímulos externos, analisando, organizando e construindo seu conhecimento. A teoria apregoa que a partir do ERRO é possível construir o conhecimento através de um processo contínuo de fazer e refazer.
Link para referência: http://www.conex.com.br/user/gilse/construtivismo.htm

DIALÉTICA - A arte de discutir. Argumentação dialogada, segundo a filosofia antiga.

DIDÁTICA - A transformação da cultura em objeto de ensino e de aprendizagem escolar , definido por seu sistema de interações, atividades, de trabalho, sob uma determinada organização. Atividades  didáticas só se tornam momentos de aprendizagem, à medida que o professor escuta seus alunos, intervém, reponde a perguntas, ajuda a solucionar problemas.

DISCENTE - Relativo aos alunos.

DOCENTE - Relativo aos professores.

EMPÍRICO - Baseado na experiência ou dela derivado. Que se baseia somente na experiência ou observação, ou por elas se guia, sem levar em consideração teorias ou métodos científicos.

EMPIRISMO -  É a teoria que afirma que o desenvolvimento intelectual é determinado pelo  meio ambiente, ou seja, pela força do meio e não depende do sujeito é de fora para dentro. O indivíduo não nasce inteligente e é submetido a estímulos externos que desencadeiam reações que são assimilados ou não. O desenvolvimento da inteligência estaria nestes estímulos e não no ser humano.

EPISTEMOLÓGICA - Referente à teoria ou ciência da origem, natureza e limites do conhecimento. Epistemologia "é a teoria do conhecimento válida", segundo Jean Piaget.

FILOSOFIA - A filosofia é um modo de pensar, é uma postura diante do mundo. A filosofia não é um conjunto de conhecimentos prontos, um sistema acabado, fechado em si mesmo. Ela é, antes de mais nada, uma prática de vida que procura pensar os acontecimentos além de sua pura aparência. Assim ,ela pode se voltar para qualquer objeto. Pode pensar a ciência, seus valores, seus métodos, seus mitos; pode pensar a religião; pode pensar a arte; pode pensar o próprio homem em sua vida cotidiana. Até mesmo uma história em quadrinhos ou uma canção popular podem ser objeto da reflexão filosófica.

    A filosofia parte do que existe, critica, coloca em dúvida, faz perguntas importunas, abre a porta das possibilidades, faz-nos entrever outros mundos e outros modos de compreender a vida.

    A filosofia incomoda porque questiona o modo de ser das pessoas, das culturas, do mundo. Questiona as práticas política, científica, técnica, ética, econômica, cultural e artística. Não há área onde ela não se meta, não indague. E, nesse sentido, a filosofia é "perigosa", "subversiva", pois vira a ordem estabelecida de cabeça para baixo.

    retirado do site http://filosofiavirtual.na-web.net

GNOSE - Conhecimento direto e profundo de si mesmo, percepção interior, que implica simultaneamente o conhecimento de Deus; e GNOSTICISMO: um movimento filosófico e religioso comprovadamente existente antes da nossa era , que veio a cristianizar-se, em parte, após o drama Jesus, segundo os mais notórios estudiosos da atualidade. É interessante notar que, em sua obra "Retractationes", redigida por volta do ano de 400 D.C., o conhecido Santo Agostinho diz que "A mesma realidade que agora se chama cristã, já estava presente entre os antigos; nem faltou desde a origem do gênero humano, até que viesse Cristo na carne. É então, que a verdadeira religião - que já existia -- começou a tomar o nome de cristã "! Mais significativo, ainda, se torna o texto, quando Leonardo Boff, em seu livro "Igreja: Carisma e Poder", declara ser esta passagem "uma interpretação cristã " de Agostinho sobre os ritos pagãos!

HUMANISMO: É uma corrente filosófica que coloca os seres humanos e seus valores acima de todos os demais. Esta é uma definição um tanto quanto "genérica". Para maiores informações sobre humanismo clique aqui.

IDEALISMO: Para a ótica idealista, o real não pode existir independentemente da consciência. Sob esta ótica a realidade é constituída como dependente do espírito ou das idéias. O ser é a própria idéia. A consciência humana é agente fundamental de seu processo histórico. Hegel, filósofo alemão do século XVIII, define como tudo originando a partir da razão. Sendo o ser humano e o mundo a sua volta o resultado deste ideal racional.

PRÁXIS - O que se verdadeiramente pratica, em concordância com os fundamentos teóricos. Trata-se de se colocar em prática toda teoria assimilada, não pregando uma determinada filosofia e vivenciando outra.]

PSICOGÊNESE -  Teoria que busca compreender a origem psicológica da interpretação dos símbolos. Emília Ferreiro, doutora pela Universidade de Génève, onde foi orientada e colaboradora de Piaget, realizou pesquisas sobre a alfabetização na Argentina e no México e publicou "A Psicogênese da Língua Escrita" (1984), em parceria com Ana Teberosky. Neste trabalho, as autoras demonstram como as crianças constroem diferentes hipóteses acerca da escrita, antes de chegarem a compreender as bases do sistema alfabético.

 

RACIONALISMO -  É a teoria que afirma que o desenvolvimento intelectual é determinado pelo sujeito e não pelo meio, ou seja, de dentro para fora. Afirma que o indivíduo nasce inteligente e com o passar do tempo reorganiza a inteligência pelas percepções do meio ambiente. A capacidade de cada ser humano determina como ele percebe a realidade e isto independe de estímulos externos.

Voltar