Make your own free website on Tripod.com

FACULDADE JK

CURSO DE PEDAGOGIA 

  

VIOLENCIA DOMESTICA: POSSIBILIDADES E LIMITAÇOES DE UMA INTERVENÇAO DE UM ESCOLA PUBLICA

  

q             MICHELLE DE ALMEIDA COSTA

Trabalho apresentado pela turma P1A para a disciplina Psicologia da Educação I do curso de graduação de Pedagogia da Faculdade JK

  

Professora: Luciana Barouche

Brasília – DF – 2002

 

VIOLENCIA DOMESTICA: POSSIBILIDADES E LIMITAÇOES DE UMA INTERVENÇAO DE UM ESCOLA PUBLICA

 

            Prof. Teresa Mosqueta de Moraes

 

 

            A professora iniciou a apresentação com uma dinâmica para mostrar como a violência marca muito mais que um gesto de afeto.

Foi escolhido este tema por verificar na sua escola que as crianças que tinham dificuldade de aprendizagem eram crianças que não tinham afeto em seu ambiente familiar. Houve uma elaboração de entrevista junto a professores, direção, funcionários, alunos e pais para se ter um idéia do nível de violência daquela comunidade.

            O objetivo da pesquisa era identificar as ações promovidas pela escola para prevenir e combater a violência domestica contra seus alunos, a professora mostrou quais os passos para a escola denunciar algum caso de violência.

            Foi escolhido uma escola na cidade-satelite de Ceilandia por esta cidade possuir o maior índice de violência. Também foi identificado a dificuldade de atendimento as essas crianças violentadas, vez que os postos de atendimento são concentrados no Plano Piloto.

            Na etapa da entrevista a pesquisadora identificou que os alunos foram os que mais tinham conhecimento do conceito de violência, principalmente a violência psicológica. Para ela, a negligencia e uma das formas de violência mais preponderantes na atualidade. Foi identificado também que os pais não tinham conhecimento da legislação sobre violência e que as crianças e que possuíam um maior conhecimento do ECA.

            A concepção de violência domestica que os professores, pais e alunos apresentam relacionam-se apenas com a violência física e sexual, sem levar em consideração a violência psicológica e a negligencia.

            Evidenciou-se que a escola desconhece os procedimentos corretos quando há suspeitas ou comprovação de violência domestica contra as crianças.

            Em seguida foi aberta uma excelente discussão sobre a questão da negligencia da escola em relação a tantas violências eu nossos alunos sofrem dentro de sua própria casa.

            A  apresentação foi de grande valia para meu conhecimento, pois a partir de hoje sei a maneira correta de denunciar um caso de violência e não negligenciar qualquer caso de violência, pois a denuncia  faz parte do nosso dever de cidadão e principalmente de professor. A pesquisa também foi um excelente aprendizado de como trabalhar com este método  a nível de mestrado e pós-graduação.

Voltar